quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Nossas matérias


CUIDADOS COM O SOL

Preste atenção para não se queimar, pois o bronzeado já é um sinal de dano à sua pele causado pelo sol. E é um dano que se acumula, dia após dia, por toda a sua vida.

A exposição ao sol é necessária, mas é preciso equilíbrio. A falta de proteção adequada pode provocar queimaduras superficiais e lesões graves. As queimaduras solares normalmente são benignas. Observe os sinais de manifestação:
  • Pele vermelha, sensível e inchada;
  • A região exposta fica quente e dolorosa.
  • Em alguns casos as queimaduras são graves. Proteja-se.
  • Reduza o tempo de exposição, em dias de muito calor ou de muito vento;
  • Não exponha a pele umedecida ao sol;
  • Renove a aplicação dos cremes protetores após entrar na água;
  • Use chapéu ou boné e tome bastante água;
  • Não use perfumes ou produtos à base de álcool. Eles podem provocar sardas;
  • Fique sempre à sombra e evite exposições contínuas;
  • Fora dos horários de proteção fique a sombra, cubra as crianças e proteja as partes expostas com filtro solar;
  • A exposição saudável á luz do sol se limita aos horários de menor incidência de raios ultravioleta: das 6 às 10h da manhã e entre as 16 e 18h.
  • Desconfie sempre do sol escondido atrás das nuvens;
Busque sempre os conselhos do médico, em caso de estar fazendo algum tratamento.
Mulheres que usam anticoncepcionais devem ter esse cuidado.
A pele bronzeada não significa que a pessoa esteja protegida, apesar da pigmentação.
Embora pareça amortecer os efeitos solares, há risco de envelhecimento precoce da pele e câncer. Os raios ultravioletas penetram na derme, matam as células, e a pele envelhece prematuramente.

O sol e a pele do seu bebê

Proteger seu bebê do sol é o melhor investimento que você pode fazer para o futuro dele.
Assim como você veste seu bebê convenientemente e limita o tempo no exterior quando está frio, você deveria fazer o mesmo e protegê-lo contra o sol.
Faça disto um hábito: examine regularmente sua pele e a de seu filho, a pele de seu bebê é mais vulnerável. A irritação se desenvolve nele mais facilmente, apesar de sua pele se curar mais rápido do que a pele mais velha.
Um bronzeado intenso pode causar desidratação, febre, desmaio, delírio, choque, pressão sanguínea perigosamente baixa e batida irregular do coração.
Em caso de bronzeamento intenso:
  • Para um bebê de menos de 1 ano, o bronzeado deveria ser tratado como uma emergência. Chame o médico imediatamente.
  • Para uma criança de mais de 1 ano, chame o médico se houver dor intensa, bolhas, letargia (moleza), ou febre acima de 38.3ºC.
Tome os seguintes cuidados para aliviar o desconforto: 
  • Dê água ou suco para repor líquidos, especialmente se sua criança não está urinando regularmente. 
  • Aplique água em temperatura ambiente para refrescar a pele.
  • Loção hidratante ajuda a pele, mas aplique-a sem esfregar. Se o toque da pele for doloroso, evite aplicar a loção. 
  • Loção de calamina pura pode ajudar, mas nunca use nada com anti-histamínico associado.
  • Não aplique álcool, que pode piorar a pele.
  • Não use qualquer creme com medicação, ex. hidrocortisona, benzocaína, a menos que o médico de seu bebê o prescreva.
  • Mantenha sua criança inteiramente fora do sol até que o bronzeado passe.
A maioria dos adultos não ensina às crianças como praticar uma boa proteção ao sol porque elas mesmas não estão realmente convencidas de que a exposição exagerada ao sol pode ser maléfica.
Seu médico pode ajudá-lo na prevenção, mostrando-lhe como examinar sua pele para a verificação de sinais de câncer de pele ou outros problemas. O apropriado cuidado com a pele também deveria incluir a avaliação periódica feita por um dermatologista, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Dermatologistas são médicos especializados em pele, eles recebem treinamento específico para lhe ajudar a proteger a pele de forma saudável e a tratar os problemas e doenças de pele.

Fontes:

Equipe de Enfermagem do ITB Prof. Moacyr Domingos Sávio Veronezi
João Batista Pereira Nunes (COREN: 695.354)

Nenhum comentário: